Lampejo de Consciência

               Lampejos de um sonho azulado. Clarão, faísca, centelha. Homens que removem seus ternos e abandonam suas gravatas. Despem-se também de preconceitos, privilégios, prata. Comungam todos do mesmo pão. Mãos abertas e união. Só por um instante, por um segundo, ainda que fugaz. Mas é só sonho e tudo some em rápido espiral com o soar cruel do despertador. É hora de ir trabalhar.

_DSC0108.jpg
_DSC0110.jpg